Lições aprendidas – 2010

O legal de você ser deslocado do tempo, é que você faz a revisão do ano depois da virada e se planeja meio que no meio do primeiro trimestre. De fato o que eu chamo de 2010 começa em novembro de 2009 e termina agora em janeiro de 2011.  

Mudanças:

Casar, mudar de país, mudar de trabalho, foi bom ter feito isso de uma vez só. O peso é maior sem duvida, mas o clima de “guinada” ajuda em muito a passar por cima das dificuldades que aparecem. Uma coisa importante que eu percebi observando outros em situações de mudança durante esse ano, foi que se você muda mas continua em espirito na situação antiga é a pior coisa que pode acontecer.

País e Casamento:

Sempre tive para mim que iria casar e morar “longe” dos meus pais, mas não imaginava ir para tão longe logo de cara assim. E não imaginava que ia ficar quase um ano e meio sem voltar para a casa. Graças ao skype e sua videoconferencia, as coisas ficaram mais fáceis, praticamente vejo minha mãe todo dia. E quando a vejo as conversas tendem a serem melhores que a media que eu tinha pessoalmente, porque com o tempo curto voce tende a focar nas coisas importantes.

Tempo:

Falando em tempo, duas lições que eu gostaria de ensinar aos meus filhos são a noção que o tempo é limitado, e não deve ser desperdiçado. Aprendi isso de duas formas, uma porque o tempo com mais pais e minha esposa ficou mais escasso, e outra é porque há muitas coisas que eu gostaria de fazer e não consigo.  Percebi que a maioria das pessoas que eu vejo que fez um bom trabalho, acima de tudo sabem medir seu tempo.

Casamento 2:

Muito do casamento tem haver com tempo. No namoro ou quando não se mora junto, você marca um horario para sair e aproveita o maxímo possivel, porque é escasso. Quando se casa, você acha que tem “todo” o tempo para ficar junto, mas na verdade continua tendo suas atividades, seus interesses, e isso conflita com que está ali o tempo todo ao lado também com suas atividades. Acredito por hora, que o maior problema não é a famosa rotina, mas sim não dedicar um tempo igual e de mesma qualidade para ficar junto como quando eramos namorados.

Crianças Grandes:

Cada ano que passa eu só aumento a minha certeza que adultos são crianças grandes. Hoje estou com 27 anos, e convivo mais com pessoas entre 25~40 e vejo as mesmas coisas que eu via quando tinha 12 e meus amigos tinham entre 10 a 20, só que com consequências piores.

Todos meus amigos:

Todo dia que passa, eu lembro de alguem que eu esqueci de convidar para meu casamento, ou que não mandei feliz aniversario, ou etc. Não tem como, eu desisti. Alguns deles ficaram magoados ou tristes, mas eu continuo gostando deles assim mesmo :).  Espero que eles entendam que eu sou só um, e que não deixei de gostar deles ou coisa assim. Com a maioria deles eu tive historias legais, mas não se pode ter historias legais o tempo todo.

Redes Sociais:

No assunto de amigos, redes sociais são uma merda, esse tipo de contato não deve ser automatizado, eu pessoalmente não leio recados automaticos ou coisa do genero. No fim você acaba trocando mensagens com quem está mais proximo de você naquele moment e no fundo funciona como uma grande agenda de contatos (e nesse ponto é muito bom ).

Entregar:

Esse é o ponto. Quando eu fazia mestrado, meu orientador ja falava que eu queria de certa forma abraçar o mundo, no final acabei provando o ponto dele, e eu lembro disso todo dia. Hoje eu vejo muita gente que é muito mais inteligente ou esperta que eu mas que não tem nada a mostrar porque não entrega.

No trabalho tenho tentando fechar os pontos e entregar “mini produtos”, coisas com comećo meio e fim. Aparentemente esse é meu grande desafio pessoal agora, entregar coisas.

Comunicação:

Um antigo gerente dizia que tinha certa dificuldade de entender o que eu queria dizer. Depois eu recebi esse retorno diversas vezes depois de pessoas diferentes. Tenho me esforçado em ser mais claro e conciso, para quebrar a casca e comunicar direito as coisas que estou pensando. Um dia eu chego lá.

Feedback:

Escute o que as pessoas falam de voce, mesmo quando não sao criticas diretas. Não é questão de agradar e sim perceber quando sao coisas que voce realmente pode melhorar.

Nem todo mundo é confiavel.

Não é mesmo, sabia isso antes mas apenas para reforçar a ideia.

Mudança 2:

Para mudar mesmo, você tem que levar tudo. Seu corpo e sua mente.

Que venha 2011, que começa com uma graaaande ferias.